ROTARACT JARDIM PAULISTA COMEMORA DIA DAS CRIANÇAS NO ORFANATO DONA MARIA

Neste último sábado, dia 16, participei da campanha do dia das crianças do ROTARACT JARDIM PAULISTA realizada no orfanato da dona Maria, que atende mais de 40 crianças no bairro Quintino II. Os jovens rotaractianos estão de parabéns pela lição de solidariedade e cidadania que deram com esta ação.

Conheçam e apoem também o ORFANATO DA DONA MARIA, o endereço é RUA CLARINDA BROSSOLOTO n° 91 – QUINTINO FACCI  II – RIBEIRÃO  PRETO, SP. Contato: (16) 3638 – 2401

Vejam algumas fotos do evento:

 

NOVA FORMA DE FAZER POLÍTICA (POR JORGE DAHER)

Penso que a Política é o conjunto de ações dos cidadãos e dos governos que visam administrar as questões coletivas, como saúde, educação, meio ambiente, segurança por exemplo, e deve ser orientada pela busca constante do bem comum e do desenvolvimento.

Infelizmente sabemos que a maioria dos políticos tem usado seus cargos para obtenção de benefícios e facilidades pessoais, motivados somente por interesses financeiros.

COMEÇO DA MUDANÇA

É extremamente necessário que, para garantir um futuro melhor para nosso país, participemos do processo político fazendo nossa parte para substituirmos os maus políticos pelos políticos honestos e competentes – os verdadeiros políticos.

Nossa participação pode ser exercida de duas maneiras, uma delas é sendo candidato e defender valores e propostas importantes e necessárias, depois de eleito continuar defendendo as idéias de campanha e representando os cidadãos que nos elegeram.

A outra forma de fazer a diferença é participando ativamente no apoio daqueles candidatos que nos sentimos mais identificados e confiamos. Esta forma é tão importante quanto à primeira.

NOVA FORMA DE SE FAZER POLÍTICA

Contudo isto ainda não basta, tamanha é a falta de confiança que as pessoas tem nos agentes políticos, e assim precisamos buscar também a nova forma de fazer política.

Esta deve ser formada de atitudes e práticas efetivas que realmente derrubem os velhos paradigmas que tanto afastam a população daquilo que envolve a política e a administração pública.

TRANSPARÊNCIA REAL

A nova política deve ser transparente, ou seja acessivel a todas as pessoas. Desde o processo de elaboração das leis até os gastos para a aplicação das políticas públicas devem estar disponível a todos.

Investimentos, custos, salários, compras e licitações devem estar ao alcance de qualquer computador pele internet.

Mas a transparência que devemos criar não deve ser apenas das publicidade as coisas públicas mas do que isso, devemos proporcionar que todo e qualquer cidadão comum tenha condições de compreender e vivenciar tais informações.

PARTICIPAÇÃO POPULAR DE VERDADE

A partir da informação e da conscientização frutos da “transparência real” devemos proporcionar que as pessoas tenham condições de efetivamente participar das decisões políticas, as quais que diretamente geram conseqüências na vida cotidiana de todos.

Precisamos de vereadores que antes de votarem leis importantes no plenário da câmara abram espaço para ouvir e discutir com seus eleitores, atraves de audiências publicas, foruns e pela internet, antes de decidir seu voto, por exemplo.

Este é um caminho para democracia ganhar força e toda a população realmente fazer parte do processo político.

A TRANSFORMAÇÃO

Devemos buscar a nova forma de fazer política pois somos realmente diferentes dos maus políticos. Mas precisamos provar isto em nossas ações. Só assim poderemos conquistar a confiança e apoio das pessoas do bem para nossos projetos e causas.

O caminho é estarmos sempre abertos a conversar francamente com todas as pessoas e ouvir novas idéias, críticas e sugestões.

A mudança do Brasil começa com a mudança de cada um de nós, de cada brasileiro. Mudando a forma de se fazer política podemos mudar as coisas erradas que assolam a realidade política atualmente e começar a construir o país que queremos. 

J o r g e D a h e r

VITÓRIA DE VERDADE

Com quase 63 mil votos Welson Gasparini elegeu-se deputado estadual! Voto de reconhecimento por tudo que ele fez e voto de confiança pelo que ele fará!

Essa foi a terceira campanha eleitoral que trabalhei, para mim está bem claro que existem duas formas de fazer uma campanha: com ética ou sem escrúpulos!

Apesar da segunda forma ser, muitas vezes, mais bem sucedida que a primeira, o candidato desonesto já entra na eleição derrotado. Pelo menos no campo moral.

É muito mais fácil fazer campanha comprando votos, espalhando boatos dos adversários e gastando rios de dinheiro que só o Diabo sabe de onde saiu, mas e depois?

O que esperar de candidatos que durante a eleição já estão corrompidos?

Não se pode chamar o que esses candidatos fazem de política, mas sim de crime, bárbarie contra a sociedade!

E é por isso, entre outras coisas, que a nossa vitória foi tão gostosa! Foi a vitória da ética, da campanha limpa e bonita do tempo em que pra ganhar uma eleição bastavam 3 “S’s”: Saliva, Sola de Sapato e Santinho! Tempo em que o marketing era de boca a boca, feito por gente que pedia voto por ideal não por real.

Por tudo isso a vitória do Gasparini foi uma vitória de verdade com “v” maiúsculo! E quem disse que ele não tinha chance mordeu a língua (paga) que tem e, depois do que eu vi nos últimos meses, vem mais do Gasparini por ai…

Jorge Daher (Advogado, filiado ao PSDB)