Almoço com o Dr Toron

Participei, no último sábado, de almoço com grande advogado criminalista Alberto Zacharias Toron, que é candidato a presidente da OAB São Paulo. Foi uma grande honra conversar com este brilhante colega que tanto valoriza e engrandece nossa classe.

Toron com a Juventude do PSDB: Eu, Felipe Lubianchi, Toron, Otávio e Lucinda. 

O amigo Dr. Jayr Tardelli e eu.

Congresso do Jovem Advogado

Foi realizado, nos últimos dias 10 e 11, o 2º Congresso dos Jovens Advogados oportunidade em que advogados, estudantes e bacharéis de Direito assistiram palestras e debates sobre a realidade e perspectiva da profissão. Aproveito para parabenizar o amigo Dr Roberto Lattaro, coordenador da Comissão do Jovem Advogado da OAB, pela realização do evento, e convidar a todos para conhecer mais de perto o trabalho da Ordem dedicado a valorização da classe.

Mesa de abertura do Congresso.

Dr Daniel Seixas Rondi, Dra Naira Ferracini e eu.

Dra Lucinda Mateus, Dr Felipe Lubianchi, eu e Carol Stela.

Eu ao lado do Dr Ricardo Giuntini, presidente da 12ª Subseccção da OAB.

DIÁRIO DE CAMPANHA 11/AGOSTO

Participei ontem da solenidade de inauguração das salas dos advogados no novo prédio da Justiça do Trabalho de Ribeirão Preto. O Dr Welson Gasparini também estava presente e ficou surpreso ao receber uma placa de prata em homenagem ao seu trabalho, enquanto prefeito municipal, em pról da construção daquele edíficio. Além da merecida homenagem, todas as autoridades que usaram a palavra agradeceram o ex prefeito pelo seu empenho e dedicação no projeto dos advogados e juízes que buscavam um espaço de trabalho que valoriza-se, principalmente, os funcionários públicos que lá trabalham e os cidadãos que necessitam do Poder Judiciário.

80 anos de OAB: a defesa do Brasil e da advocacia

A Ordem dos Advogados do Brasil, ao longo de seus oitenta anos, construiu um sólido e indissociável conceito de altivez e independência, cumprindo as duas missões de defesa do estado de direito e de salvaguarda das prerrogativas profissionais.

Opondo-se ao Estado Novo e ao regime militar de exceção, a entidade protagonizou a libertária luta pelo restabelecimento do regime democrático. No atual momento de regular funcionamento institucional do país, a entidade pauta sua atuação postulando os cumprimentos dos ditames constitucionais, protegendo os predicamentos da cidadania e o patrimônio público.

A única ideologia da OAB é a Constituição da República, com os seus fraternos valores igualdade, liberdade e moralidade. A Ordem atua como parte social autônoma, buscando representar a sociedade na aspiração por uma sociedade justa e solidária.

Para desempenhar com independência sua função fiscalizadora do poder público, a Ordem possui natureza jurídica atípica, podendo ser definida como Organização Constitucional Democrática, não sendo ente do poder público nem empresa privada, não se submetendo ao controle do poder público.

Não é demasiado afirmar que o presidente da Ordem desempenha o papel de líder da sociedade civil, outorgado à entidade pela história e pelas normas constitucionais e legais. É o dirigente da entidade da advocacia e da liberdade.

A tarefa de defender as prerrogativas dos advogados não é oposta, antes complementa e integra, a atuação institucional da Ordem. A proteção do profissional da liberdade é indispensável e essencial à garantia do Estado de Direito. Trata-se de dar concretude ao jargão que anuncia que não há justiça sem advogado. Na realidade, não há democracia e cidadania respeitada sem a proteção do advogado.

Além de revolucionar o país e a sociedade, a OAB transforma o interior de quem dela participa de forma ativa. A Ordem transforma a todos em pessoas menos individualistas, mais preocupadas com o destino coletivo, pensando além do umbigo. Ninguém passa pela entidade e permanece sendo o mesmo.

O companheirismo que nutre a relação dos que constroem a Ordem, equipara a todos os seus componentes como iguais. Não há nenhum monopolizador da verdade ou do comportamento retilíneo. Há uma contribuição relevante na participação de cada advogado. São 640 mil Cíceros Romanos, os tribunos do nosso quotidiano. A relação fraterna interna é uma das balizas de sustentáculo da entidade.

Lutando pela normalidade democrática e pelo respeito aos valores constitucionais, bem assim protegendo o exercício da profissão, a Ordem se consolida como a entidade que pertence, por igual, ao Brasil e aos advogados, executando com destemor as suas missões.

Fonte: www.conjur.com.br